Conheça Conceição do Ibitipoca – MG

O clima de montanha, a rusticidade do lugar e a simplicidade das pessoas ornam de um jeito único aqui. Ibitipoca te leva a um estado de atenção ao “aqui e agora” que te deixa mais sensível às belezas da vida. Essa é, sem dúvida, uma das minhas cidades preferidas! Eu amo Ibitipoca… e vou fazer você amar também. Vem comigo conhecer essa maravilha.

A vila de Ibitipoca é distrito de Lima Duarte (27 Km. de distância), localizada na Zona da Mata de Minas Gerais, encrustada na famosa Serra da Mantiqueira.

(C) 2014 Alessandro Mesquita Fotografia

Ruas de paralelepípedo com subidas e descidas, bares e restaurantes temáticos, artesanatos para levar com você ou pendurar em casa, pessoas simpáticas e sorridentes que têm prazer em receber. A vila, em si, já é um charme. Use um calçado confortável e simplesmente ande por ali para explorar o lugar. Converse com as pessoas, pergunte suas histórias. Isso tornará a sua experiência mais autêntica.

✍ Anote aí!

  • É possível chegar de carro ou transporte público (ônibus), mas a estrada de terra que separa Lima Duarte da Vila é bem complicadinha. A terra vermelha batida, quando  chove vira lama e quando está sol levanta uma poeira danada. Avalie a melhor opção de transporte para você considerando sua experiência como motorista, o apreço pelo seu carro, etc.
  • A vila não possui caixa eletrônico. A última oportunidade de fazer retiradas de dinheiro em seu banco é em Lima Duarte.
  • Posto de gasolina, também só tem em Lima Duarte (27 km. de distância)
  • O sinal de celular não funciona tão bem.
  • A maioria dos lugares tem wi-fi.
  • Apesar da dificuldade em chegar à vila, a estrutura oferecida é padrão de cidades turísticas. Eu aprovei. Possui mercado, posto de saúde, farmácia, lojinhas de presentes e ainda, alguns moradores vendem produtos artesanais.

  Onde comer

Caminhe pelas ruas e sente onde te agradar (a vila é pequena, você faz isso rápido). Tem opções bem baratas e mais sofisticadas, mas uma coisa é certa: será delicioso. Não tive experiências gastronômicas ruins por ali.

Da minha lista de coisas que você tem que provar, segue:

  • Cervejaria Ibit Beer (-21.719871, -43.924314), ou Brahaus (-21.719711, -43.924336) beba a cerveja Ibitipoca Pale Ale
  • Pão de Canela, tradição local, várias famílias preparam os pães em casa. Você pode bater na porta de alguém ou comprar na padaria. O mais famoso é o da Tia Maria (-21.714061, -43.921034)
  • Prove xiboquinha. Uma cachaça docinha produzida na região.
  • Se você curte um botequinho com um papo sincero, vá ao Bar do Zé do Arame. O Seu Zé é uma simpatia, tem várias histórias engraçadas. E a cachacinha dele é ótima pedida para espantar o frio!
  • Há um tempo atrás, indicaria o Bar do Firma, mas soube que fechou. Uma pena.

  O Parque Estadual do Ibitipoca

De um dos picos do Parque, tem-se um cenário de cair o queixo.

A entrada do parque fica a 3 km. de distância do centrinho. O parque reserva 1488 hectares de uma natureza exuberante, de tirar o fôlego com grutas, cavernas, mirantes e cachoeiras de águas super geladas, limpas e com uma cor escura bem característica.

Há três circuitos para caminhadas. Navegue pelo mapa que criei, para facilitar a compreensão: o circuito das águas, que cerca o rio e possibilita conhecer um monte de cachoeiras; o circuito do Pico do Peão, com grutas e ruína; e o circuito da janela do céu.

O Parque oferece uma área de Camping (R$ 40), um Restaurante (R$ 25, o buffet) e um centro de informações. É impressionando como a manutenção do parque é bem executada. Fique atento ao limite de visitações diárias e outras informações relevantes:

  • Horário de funcionamento do parque: 7h às 18h, de terça à domingo. Segunda-feira o parque não abre; exceto quando coincidir com feriado ou recesso, sendo o fechamento postergado para o primeiro dia útil posterior ou outra situação a ser definida pela gerência da Unidade.
  • Nos finais de semana, feriados ou períodos de eventos na cidade chegue cedo para garantir a sua entrada, o número de ingressos é limitado a:
    • 300 (trezentas) pessoas por dia nos dias úteis;
    • 800 (oitocentas) pessoas por dia aos sábados e domingos, feriados nacionais e/ou estaduais do Estado de Minas Gerais.
  • As vagas no estacionamento também são limitadas.
  • A venda de ingressos ocorre na portaria do parque. Não há venda antecipada.
  •  Não é permitida a entrada de animais de estimação no Parque.
  • É proibida a prática de esportes radicais dentro da reserva. Se quiser escalar, ou algo do tipo (eu fiquei tentada!), tente uma autorização especial junto a administração do parque.
  • Não há lixeiras em todos os pontos do parque. Não esqueça sua sacolinha para juntas o lixo que produzir pelo caminho e descartar no local correto.
  • O restaurante do parque é um ótimo posto de controle. Se faltar água ou comida, conte com essa informação. Mas é muito importante levar água o suficiente (conte 1 litro por pessoa) e comidinhas leves para repor as energias.
  • Protetor solar e repelente de insetos são itens obrigatórios na mochila.
  • Use roupas leves, que sequem rápido, e vá de tênis/bota de trekking confortáveis.. Lanterna, canga, toalha e um casaco corta-vento podem ser úteis.
  • A sinalização nas trilhas são muito boas, você fica cercado por placas. Mas se você quer garantir o máximo proveito do parque, estude as informações que colocarei aqui e peça um mapa na cabine de informações turísticas que fica dentro do parque. Assim você pode escolher quais os circuitos valem mais a pena para você e a ordem dos pontos que deseja conhecer.

  Aproveite a vila ♥

A arquitetura, o clima, as pessoas: tudo nessa vila me encanta. Se puder, tire uma tarde para passear por ali e conversar com as pessoas. A noite é um capítulo a parte, pois a iluminação pública fica fixada apenas onde se faz necessária e você pode escolher um cantinho da cidade e olhar aquele céu que só uma cidade pequena (ou uma floresta) pode nos proporcionar.

Foto: modices.com.br – Veja mais fotos da Carla Lemos no Modices! E anota esse blog, que traz conteúdos super legais.

  Como chegar

De carro: de Juiz de Fora, pegue a BR-267, sentido Caxambu, até o município de Lima Duarte. Entre em Lima Duarte pelo Posto de Gasolina (-21.848352, -43.807324) e siga pela estrada Conceição do Ibitipoca (27km. de estrada de chão).

De ônibus: a empresa Vimara faz a linha Lima Duarte x Ibitipoca. De Juiz de Fora, a empresa Bassamar  faz a linha Juiz de Fora x Lima Duarte.

  O que levar 

  • A vila tem mercadinhos, mas se quiser levar suas compras irá economizar. Se for acampar, leia o Guia Sem Pânico para Acampamentos.
  • Durante o dia o sol é muito forte. Proteja-se com chapéus, protetores solares, óculos escuros.
  • A noite a temperatura cai muito. Roupa de frio é essencial. No inverno leve segunda pele e casaco corta-vento!
  • Escolha seu calçado com sabedoria. Depois de um dia inteiro andando no parque (de tênis, hein!) você vai querer um chinelão para passear na cidade. Meninas, esqueçam o salto alto.

  Hospedagens

Alugar uma casa ou chalé é uma excelente opção. Clique aqui e ganhe desconto no AirBnb.

Reserve sua hospedagem com esse link  do Booking, que o caminhoZ recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso. Nós te ajudamos e você nos ajuda 🙂

Ainda há a opção de acampar.

  • Camping no Parque Estadual Tel.: (32) 3281-1101
  • Camping IbitiLua Tel.: (32) 3281-8211
  • Camping Sítio Meu Recanto Tel.: (32) 3281-8123

Se você tem alguma dica ou informação que eu não conheço, por favor, me conta nos comentários! Ibitipoca é um lugar que quero voltar, muitas e muitas vezes 🙂

  • laydjane

    Amei esse lugar!
    A cidade me pareceu bem acochegante, sem contar que é lindoooo.

    Deu até vontade de ir lá kkkk

  • Lucimar Moreira

    Essa cidade de Conceição do Ibitipoca é linda que lugar incrível, gostei muito de conhecer, é um lugar ao meio a natureza, ótimo pra passear com a família, a cidade é maravilhosa, bjs.

  • Alice Andrade

    Adorei o lugar, parece ser bastante calmo, já quero conhecer.
    Beijinhos,
    http://www.pensamentosvoados.com.br

  • Brunna Cerq

    Nossa que vontade de conhecer esse lugar.. amei suas dicas e já vou anotar na minha listinha de lugares que quero visitar rsrsrs

  • Dayane Frazão

    O lugar é lindo, a natureza e suas belezas, quem sabe um dia vou conhecer

  • Fernanda Ribeiro

    Adorei a dica, gosto de lugares menos badalados, bom mais ou menos….kkk…Pois viajo bastante em cidades grandes…Mas curto muito Minas Gerais, por ficar bem pertinho de onde moro…O ruim é as estradas mesmo…Mas, acho que vale a pena…Parabéns…

  • Jully Almeida

    Aaah esse lugar! Moro próximo e ainda não fui conhecer. Quero muito ir já janela do céu. Que lugar.

    Ótimas dicas. Quero ainda mais ir

    • fernandazely

      Separa um final de semana comum e vai, sim. Outra dica legal, se você gostar de festivais e ficar ligada quando o IbitiBlues for divulgado. Vai amar!

  • Carla Alves

    Genteeeee!!! Que lugar maravilhoso…Já fiquei doida pra ir ???

  • Stéfani Zimmermann

    Que post completo, vai ajudar bastante gente! O lugar é lindo.

    • fernandazely

      Que bom que gostou! Fico às ordens 😉