Caxambu (MG): muito mais que A Cidade das Águas

Cidade do sul de Minas, pacata, histórica e com pontos turísticos e qualidade de vida que a torna super atrativa. Caxambu preserva o passado e possui qualidades naturais que dão ares privilegiados de  desenvolvimento  futuro: com suas águas gasosas medicinais que brotam da terra, o maravilhoso gêiser em terras brasileiras, a beleza natural típica de um vale, e as pessoas que viram personagens usando essa bela cidade como cenário.

“Visitei, percorri, desfrutei por um mês, com admiração e encanto, o Parque das Águas, a organização de seu serviço, o sistema de exploração de seus produtos.
É a medicina e a indústria entre jardins de uma florescência deslumbrante.
Minas ainda não percebeu todo o valor de sua joia.
Quando a lapidar e engastar como ela pede, estas fontes de vida verterão luz, como de estrelas, que vá falar bem longe, aos que sofrem dos suaves privilégios deste torrão abençoado”.
(Ruy Barbosa, Medicina Entre Flores, poema em homenagem à cidade de Caxambu)

  Conhecendo a cidade

Caxambu_alto_minas gerais

Apesar de não ser classificada como cidade pequena em termos urbanísticos (possui mais de 20 mil habitantes) o ar de cidadezinha do interior ainda domina e faz parte da promoção bucólica que a cidade oferece aos turistas. Com altitude de 895 metros e clima tropical de altitude, você pode preparar o biquini/ a sunga se for conhecer a cidade no verão (faz muito calor) e a roupa de frio e luvas se for no inverno (faz muito frio, já peguei 5°C lá).

A cidade tem uma gama de opções para quem deseja relaxar e fazer passeios mais leves pelas cidades do Circuito das Águas. As fontes do Parque das Águas com águas com propriedades, sabores e funcionalidades diferentes; o Balneário Hidroterápico com serviços de qualidade nacionalmente reconhecidos; os passeios de pedalinho, de charrete, de teleférico e na trilha do Morro homônimo da cidade.

Além disso, vale passar pelas feiras de artesanato e provar dos doces e queijos famosos da região.

Praça 16 de Setembro

20160715_101459.jpg

Principal ponto de encontro da cidade, que foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Ali você pode sentar, observar a arquitetura do local, cumprimentar os transeuntes “tarrrde!” (puxando o erre mineiro) e… relaxar bem no centro da cidade. Sim, no lugar de maior movimento você ainda consegue meditar, se quiser. A praça é cordada pelo Bengo, um córrego. Antes de conhecer qualquer coisa, sabia onde fica essa praça. Faça seus passeios, vai comprar artesanato ali na frente, visite o parque e qualquer coisa “me encontra lá na pracinha!”.

Nos finais de semana há pula-pula, escorrega inflável e outros brinquedos desmontáveis para a criançada.

20160715_101531.jpg
Beira-Bengo, na praça da cidade

Local: Rua João Pinheiro, em frente ao calçadão do Centro.
-21.978875, -44.934879

Coreto Luiz Leite Bueno / Coreto da Praça 16 de Setembro

coreto.jpg

Construído em 1913, situado em frente ao portão do Parque das Águas, dentro da praça 16 de setembro, é um ótimo local para fotos. Encostado na escada de acesso, está uma fonte esculturada por Chico Cascateiro (estucador português).

-21.979049, -44.935138

Centro Comercial de Artesanatos /Lojinhas do Parque

É sempre bom levar uma lembrança do local, certo? Localizado bem em frente à praça 16 de Setembro você encontra um complexo de lojinhas que oferecem variedades em artesanato, bolsas, utensílios domésticos e vestuário com o nome da cidade e motivinhos do Circuito das Águas, brinquedos de madeira, bordados, tapeçaria, tricô, chapéus, etc.  Você também encontra produtos alimentícios, como vários tipos de doces (doce de leite, de frutas, ambrosia, geleias, suspiros) e queijos produzidos na região. Para comprar queijo eu indico o tipo meia-cura, uma delícia. E doce de goiabada-cascão. Hmmm…

Endereço: Rua Caetano Furquim e Rua João Carlos, próximo da entrada principal do Parque das Águas.
-21.979672, -44.935352

Morro Caxambu / Mirante do Cristo

Morro Caxambu, cidade do Sul de Minas Gerais

Com aproximadamente 1090m de altitude e a 186m acima do Parque, você consegue ter uma boa visão da cidade e arredores. No cume fica a famosa estátua do Cristo do Redentor (do ano de 1961), com 15m de altura e o Cruzeiro (1929). Há um restaurante/lanchonete e lojas de artesanato e souvenirs.  Passou alguns anos totalmente abandonado pela prefeitura, mas desde a reinauguração do teleférico, em 2016, está a todo vapor!

morro_lojas_caxambu
Espaço com lojinhas de souveniers

De qualquer forma, a visita é obrigatória. A beleza do lugar não deve ser cerceada e vale muito a pena ter a visão de cima da cidade, com a Serra da Mantiqueira ao fundo e a pela natureza mineira gritando à vista.

morro_estrada_caxambu
Estrada para o Morro Caxambu.

De carro: suba em direção ao bairro Trançador pela Av. Barão do Rio Branco. Próximo ao campo de futebol, dobrar a esquerda.

A pé: pela Rua João Pinheiro ou Monsenhor João de Deus chega-se à Rua Princesa Isabel. Neste ponto, dobrar a esquerda.
Trilha pela mata: na base do morro.
-21.979811, -44.940597

 

 

Teleférico

Foi inaugurado em 1988, leva os mais corajosos da base do parque (pela entrada lateral, a caminho da rodoviária) até o topo do Morro Caxambu. Uma extensão de 1,836 metros de cabo de aço permitem que o visitante conheça o ponto mais alto da cidade da maneira mais fácil e divertida, em um passeio de 7 minutos.

GOPR1336.jpg

Como todo brasileiro, o caxambuense tem mania de denegrir a imagem do que é seu. Em suas prosas com os moradores, charreteiros, garçons locais, você vai ouvir a população “descendo lenha” na cidade, e uma coisa que falam muito mal é do teleférico: dizem que não tem manutenção, que pode ser perigoso, mas não é! Pode confiar, já andei lá dezenas de vezes e é seguro e maravilhoso. Além disso, ele foi recém reformado e reinaugurou em dezembro de 2016.

Preço do Passeio (Ida e Volta): R$20,00.
Embarque e Desembarque: Av. João Pessoa, em frente à rodoviária
Funcionamento: das 08h00 às 18h00. Fechado para manutenção às terças-feiras.
-21.985839, -44.938532

Igreja Nossa Senhora dos Remédios / Igreja Matriz

Além da pracinha, essa Igreja, que fica na direção de quem vai pro centrão da cidade, também é ponto de encontro tradicional. Suas escadas e a fonte que fica bem em frente à entrada da Igreja são ótimos locais para fotografar.

A festa da padroeira N. Sra. dos Remédios acontece no dia 15 de agosto com missas, procissão e  barracas de comércio. Durante a Semana Santa e outros feriados religiosos também tem evento na Igreja. No dia de  Corpus Christi, por exemplo, as principais ruas da cidade têm o chão enfeitado com serragens coloridas, sementes e pó de café, formam o caminho da procissão que passa de madrugada.

Endereço: Rua Silvestre Ferraz com Rua Dr. Enout
-21.977662, -44.933052

Igreja Santa Isabel de Hungria

Um presente da Princesa Isabel à cidade, foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. O acesso à Igreja pode ser feito a pé ou de carro. Tem gente que viaja até lá para cumprir promessa na escadaria de 126 degraus ornamentada com imagens da Via Sacra e um cruzeiro ao topo, com 5 metros de altura.
Se preferir ir de carro, vá pelas ruas Monsenhor João de Deus ou João Pinheiro.

Endereço: Rua Carlos Gomes, 290
-21.977369, -44.936431

Museu

Museu histórico de caxambuEstá situado no centro da cidade, subindo a rua da entrada principal do parque, dentro da mata que circula o Parque das Águas.
Já fui quando criança, mas nunca consegui registrar nada lá dentro. Voltei na cidade no ano passado e neste ano, e nunca vi o museu aberto. Vou deixar a coordenada aqui torcendo pra vocês conseguirem visitar para me contarem como foi!

Endereço: Rua João Pinheiro,100 (depois do Hotel São Francisco)
Funcionamento: De terça a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 17h. Sábados, das 13h às 17h.
-21.978560, -44.936763

Passeio de charrete

Com 15 a 20 reais é possível alugar um passeios de charrete para ser  apresentado à cidade. Essa é uma excelente hora de “prosear cuns minero tudo”, pois os charreteiros (em sua maioria) cresceram na cidade e podem revelar a vivência do local para quem não quer apenas passar por onde viaja, mas viver um pouquinho dali.

20160715_100226.jpg

Nota de advertência: verifique, sempre, as condições da charrete e do cavalo. Há histórico de denúncias de maus tratos aos cavalos usados para passeios turísticos. Os animais não devem trabalhar o dia inteiro, expostos à intempéries, com ferraduras, arreios e  cabrestos inapropriados e velhos. Verifique, também, se a carga por charrete está sendo respeitada. A responsabilidade do turista é tão importante quanto a dos moradores. Faça valer sua cidadania por onde for. Sabote o turismo exploratório!

Passeio de trenzinho

Essa opção encanta a criançada, mas calma que também comporta os adultos. Trata-se de um veículo sob rodas (é, não é um trem de verdade) que conta com animadores e música para apresentar a cidade aos turistas. Vale a experiência!

maria-fumaca_caxambu

Saída: Av. Camilo Soares, em frente ao Hotel Glória, ou na Rua João Pinheiro, próximo à pracinha.
Preço: informe-se no local.

  O Parque

Concentra todo o poder do Maior Complexo Hidromineral do Mundo em doze fontes de água potável (com propriedades medicinais diferentes), um gêiser, uma piscina e um balneário. Além desses, os caminhos feitos de pedras, as árvores, o lago artificial, os moinhos… o parque inteiro é lindo demais!

parque.jpg

As fontes do parque têm arquitetura que remetem à ligação com a família Imperial Brasileira.

Cada fonte dispõe de um ou mais tipos de águas levemente gaseificadas, com características e gostos diferentes. Em cada fonte há uma explicação química-biológica de suas águas que geram efeitos diferentes no organismo. Eu provei todas as águas disponíveis e não tive problema, mas reza a lenda que se você provar todas no mesmo dia pode ter piriri (lenda urbana que só colabora com o encanto bucólico de uma boa cidade do interior, mas é bom saber que é caô por que se você tiver só um dia lá tem que ter a chance de provar todas as águas).

É possível levar consigo até 10 litros de água por pessoa. A dica é levar garrafas vazias, mas você pode comprar garrafas nas lojinhas localizadas dentro do Parque ou na frente da entrada do mesmo.

Leia tudo sobre o Parque das Águas.

-21.979871, -44.935417

  Hospedagem

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link do caminhoZ.com, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o caminhoZ.com a produzir mais artigos de qualidade!

Faça a busca por seu hotel / pousada e afins por algum dos links e banners do site! 🙂

  Fora da cidade

Fábrica de doces

Além das águas minerais, Caxambu também é famosa pela culinária regional, onde se destaca a fabricação artesanal de queijos e doces finíssimos, tipo exportação. Vale a pena ir até a fábrica de doces, que fica na saída da cidade.
Loja de doces - Caxambu
BR-354, 102
-22.007976, -44.924416

  • joao paulo

    Lindas, cidade e blogueira!